artigo de janeiro > why it’s so hard to catch your own typos

31-01-2015 00:00

No mês de Janeiro, o artigo em destaque aborda um problema que nos atormenta, vulgarmente conhecido como "gralha". É difícil produzir um texto isento de gralhas, principalmente quando trabalhamos com pouca margem de tempo e sob a constante pressão dos prazos. Se a revisão for feita logo a seguir a terminar o trabalho, é normal que não se detectem muitas dessas gralhas, porque o nosso olhar ainda está muito viciado no texto.

Este artigo oferece uma interessante explicação para este "flagelo" da nossa profissão, que pode manchar o mais perfeito dos textos!

 

The reason typos get through isn’t because we’re stupid or careless, it’s because what we’re doing is actually very smart... “When you’re writing, you’re trying to convey meaning. It’s a very high level task”...

We can become blind to details because our brain is operating on instinct...

Stafford suggests that if you want to catch your own errors, you should try to make your work as unfamiliar as possible.